Go to the page content
O “fato novo” de Marisa Oliveira: “Transformei o meu caso em milhares de casos”
Viver com Obesidade | 3 min. leitura

O “fato novo” de Marisa Oliveira: “Transformei o meu caso em milhares de casos”

Marisa Oliveira tem 41 anos e depois de duas cirurgias bariátricas conseguiu recuperar o controlo sobre o seu peso. Foi mãe aos 17 anos, em 1997, e foi durante a gravidez que engordou cerca de 60 quilos. Depois disso, colocou uma banda gástrica, mas o resultado não foi o esperado. 17 anos depois, já em 2014, colocou um bypass gástrico e decidiu que queria transformar o seu caso em milhares de casos, ajudando mais pessoas na sua situação. O resultado foi a criação da Associação Portuguesa dos Bariátricos (APOBARI).

Pediatra Carla Rêgo alerta: “A mudança é feita com a responsabilização dos pais e da família direta”
Viver com Obesidade | 3 min. leitura

Pediatra Carla Rêgo alerta: “A mudança é feita com a responsabilização dos pais e da família direta”

A prevenção é o primeiro passo para reverter o aumento da obesidade e deve começar ainda antes do nascimento do bebé. Quem o afirma é Carla Rêgo, pediatra especializada em nutrição infantil, que alerta para as três fases durante as quais é crucial não fechar os olhos em relação a comportamentos de risco, de forma a evitar que a criança se transforme num adulto com excesso de peso. A especialista alerta ainda para a necessidade de responsabilização dos pais e da família direta, uma vez que a criança não tem autonomia para fazer as escolhas acertadas.

Rui Marques e o seu papel enquanto pai: “Quero ser um exemplo para os meus filhos”
Viver com Obesidade | 3 min. leitura

Rui Marques e o seu papel enquanto pai: “Quero ser um exemplo para os meus filhos”

Foi quando nasceu o seu primeiro filho que Rui Marques, de 36 anos, percebeu que tinha de mudar. Tinha cerca de 120 quilos e sentia que corria todos os dias com 6 garrafões de água nas mãos. Defende que os pais têm de ter um papel forte na criação de hábitos saudáveis dos seus filhos e que devem também dar o exemplo. Foi a pensar nisto que criou o projeto “A Pitada do Pai” em 2016, tendo como objetivo transformar pais em heróis saudáveis para os mais novos.

A importância do acompanhamento multidisciplinar para Clarisse Pires: “A maior dificuldade é trabalhar a parte psicológica”.
Viver com Obesidade | 3 min. leitura

A importância do acompanhamento multidisciplinar para Clarisse Pires: “A maior dificuldade é trabalhar a parte psicológica”.

Foi em 2005 que Clarisse Pires, de 59 anos, decidiu que precisava de mudar a sua vida. Depois de inúmeras dietas e três cirurgias, Clarisse mudou não só o rumo da sua vida, como também o da vida dos seus dois filhos. Atualmente, é vice-presidente da ADEXO - Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal, da qual faz parte desde 2006 e graças à qual descobriu a possibilidade de fazer uma cirurgia para ajudar a tratar a sua doença.


  Em parceria com:

Mais lidos